"Cristãos na teoria nem sempre são
discípulos na prática"



segunda-feira, 12 de julho de 2010

O Nosso Chamado!

Gênesis 46.1-4 “Partiu, pois, Israel com tudo o que possuía, e veio a Berseba, e ofereceu sacrifícios ao Deus de Isaque, seu pai. Falou Deus a Israel em visões, de noite, e disse: Jacó! Jacó! Ele respondeu: Eis-me aqui! Então, disse: Eu sou Deus, o Deus de teu pai; não temas descer para o Egito, porque lá eu farei de ti uma grande nação. Eu descerei contigo para o Egito e te farei tornar a subir, certamente. A mão de José fechará os teus olhos.”

A Bíblia narra vários chamados, mas gostaria de comentar sobre o chamado de Jacó, que lemos no texto de Gênesis. O chamado de Jacó é muito parecido com o nosso chamado, Jacó se sentia desqualificado e sem condição. Precisamos compreender que o nosso chamado descreve a vida cristã normal, o qual visa ao comprimento da vontade de Deus para nós. E este chamado ocorreu num momento crucial na vida de Jacó. Que lição Jacó aprendeu com este chamado? Uma vez que entendemos que nosso chamado é cumprir o propósito de Deus para nós, a lição para Jacó deve também ser para nós. Em nosso chamado precisamos estar atentos a esta lição:

1. Consagração

Para compreender a vida de Jacó, devemos atentar para alguns aspectos. Durante toda a sua vida, por exemplo, ele erigiu quatro colunas, portanto, coluna é uma característica importante para compreendermos a vida de Jacó. Jacó investiu o construir colunas em sua vida, e na Bíblia, coluna se refere a testemunho de Deus, indicando um testemunho individual (uma coluna) por meio da natureza de Cristo, demonstrado numa pedra.
Você sabe qual era a opinião de Deus sobre Jacó? De acordo com Isaias 41.14: “Não temas, ó vermezinho de Jacó...”, Deus o descreve como um vermezinho. Quando estudamos biologia aprendemos que um verme é feio e seu mundo é bidimensional, pois se move na terra, num mundo sem céu. Basta você lhe dar todas as bênçãos do mundo, todas as riquezas da terra, e ele ficará satisfeito. Ele naturalmente se aguara a tudo que está no chão.
Desde o início de sua vida Jacó agarrava as coisas desejando ter. Ele agarrou o calcanhar de seu irmão ao nascer, depois agarrou o direito de primogenitura de seu irmão. O que Jacó almejava era correto, mas a maneira de agir, foi completamente errada. Daquele dia em diante, Jacó passou viver vagueando, aprendeu a ser egoísta, querendo agarrar o mundo.

Como uma pessoa assim pode ser coluna? Uma pessoa assim envergonha o nome de Deus, não pode ser testemunha d’Ele. Mas deixa eu te dizer algo, é maravilhoso lermos na Bíblia que Deus se identifica como o Deus de Abraão, Deus de Isaque e Deus de Jacó. Se Deus é Deus de Jacó, então, todos nós temos esperança! Se Deus pode trabalhar na vida de Jacó, certamente Deus pode trabalhar em nossas vidas. Por isso podemos ser colunas, ser visto a natureza de Cristo em nós, lembre-se está em processo de edificação em nossas vidas! Deus faz o que o homem não pode fazer. Se olharmos para nos mesmos, não há esperança, mas em Cristo somos mais que vencedores. Deus deixou uma marca em Jacó, para que ele sempre se lembrasse que ele necessita da graça de Deus em sua vida. Deus quer uma coluna, um testemunho. E ele tem escolhido cada um de nós para isso!

2. Deixar ser conduzido

Aquele homem que andava rastejando, só olhando para as coisas do mundo, parou em certo lugar em sua fuga. Ali tomou pedras e fez de travesseiro e dormiu (com certeza uma pedra não é um bom travesseiro, a menos que se esteja muito cansado - Gn 28.11-17). Deus, lhe deu um sonho, nele Jacó vê uma escada, onde no topo Deus estava. Deus estava na ponta de cima da escada e Jacó deitado no chão. Jacó jamais soube que havia um caminho para atingir o céu, pois ele sempre estava pensando nas coisas terrenas. Deus queria abrir-lhe os olhos. Tudo o que Jacó queria era terreno, mas Deus lhe mostra que existe algo chamado céu. Para Jacó todos os caminhos eram horizontais, pois ele nunca havia imaginado que existisse um caminho vertical, todo o caminho que ele percorria na terra tinha por destino uma benção, ele não imaginava que havia um caminho que o levava à presença de Deus. Deus abriu os olhos de Jacó para ele ver que existe um caminho que leva ao céu. O mundo de Jacó é muito parecido com o nosso, muito pequeno! Como Jacó, buscamos apenas as bênçãos que o mundo nos apresenta. Mas aqui vemos algo maravilhoso! Quando Jacó acordou tomou a pedra que havia usado como travesseiro, a qual representa dificuldade, sofrimento, desilusão, desesperança e levanta uma coluna representando o guiar de Deus em sua vida. E desta maneira Deus fez de Jacó uma coluna.

Concluindo, Jacó nos ensina sobre consagração e se deixar ser conduzidos. Para que o testemunho de Deus seja edificado em nossas vidas, estas lições tem que ser aprendidas. Que o Senhor nos conceda sua graça para vivermos seu testemunho!