"Cristãos na teoria nem sempre são
discípulos na prática"



quinta-feira, 17 de maio de 2012

Santificação! O Caminho para as maravilhas divinas.

“Disse Josué ao povo: Santificai-vos, porque amanhã o SENHOR fará maravilhas no meio de vós.” (Josué 3.5).
Um grande pregador disse certa vez que a santidade é o lado visível da salvação. Sem santidade, não há salvação. Sem santidade, ninguém verá o Senhor. A santificação é semelhante a seiva de uma árvore, assim como a seiva percorre todos os ramos de uma árvore, a santificação deve percorrer todos os ramos e folhas de nosso caráter e a tudo santificando. O céu precisa estar em nós, antes de podermos ir para o céu. Antes de nos levar para a glória, o Senhor quer nos transformar à semelhança do Rei da glória.  A santificação não é vital somente para a salvação, mas também é o caminho para as maravilhas divinas. Deus disse a Josué: “Santificai-vos, porque amanhã o SENHOR fará maravilhas no meio de vós.” (Josué 3.5). Gostaria de compartilhar algumas verdades que este texto nos revela acerca da santificação.
A santificação é uma ordem expressa de Deus para o Seu povo
A ordem de Deus é clara: “Santificai-vos”. A santificação não é uma opção, mas uma ordem. A santificação não é um acessório secundário na vida cristã, mas uma necessidade vital. Somos santos, ou, então, ainda não somos cristãos. Ser Santo é ser separado do mundo e do pecado, para Deus. Fomos arrancados do reino das trevas e transportados para o Reino da luz. Fomos libertos do poder e da tirania do pecado. Fomos desarraigados deste mundo tenebroso para sermos propriedade exclusiva de Deus. Embora ainda estejamos no mundo, não somos do mundo. Pertencemos a Deus e devemos viver de modo digno de Deus. Nossos pensamentos, palavras, ações, reações e desejos devem ser puros. Nossos relacionamentos precisam ser santos. Nossas vestes precisam ser santas. Tudo o que somos e temos precisa ser vazado pela santidade ao Senhor (1ª Pedro 1.16).
A santificação é para ser buscada hoje e não depois
A santificação não é consequência das maravilhas divinas, mas a sua causa. Deus é Santo e Ele não usa vasos sujos. Precisamos ser vasos de honra, úteis para toda boa obra. A santidade vale mais do que conhecimento. A santidade vale mais que dons e talentos. Precisamos nos santificar se queremos ser usados por Deus e experimentar poderosa visitação de Deus em nossas vidas. Uma pessoa santa é uma arma poderosa nas mãos de Deus. Somos as próprias ferramentas que Deus usa na Sua obra. Certa vez o grande avivalista João Wesley, disse: “Dá-me cem homens que não temam nada senão o pecado e que não amem ninguém mais do que a Jesus e com eles eu abalarei o mundo.” Se quisermos ver as torrentes de Deus fluindo em nossas vidas, precisamos acertar nossas vidas com Ele hoje.
A santificação é a preparação para as maravilhas divinas no meio do Seu povo
Deus disse a Josué: “Santificai-vos, porque amanhã o SENHOR fará maravilhas no meio de vós.” (Josué 3.5). As maravilhas divinas são resultado da santificação do povo de Deus. As maravilhas sucedem a santificação. Onde o pecado é confessado e abandonado, Deus se manifesta. Onde há santidade, há maravilhas do céu. As maravilhas emanam do trono de Deus e não das façanhas humanas. As maravilhas acontecem no meio do povo de Deus e não fora dele.
Concluindo, a sequidão espiritual em que tanto nos acedia neste tempo pós-moderno se deve à falta de pureza e santificação. Deus não mudou.  Sua palavra não mudou. Se nos arrependermos de nossos pecados, se nos voltarmos de todo o coração para o Senhor e vivermos de modo digno da nossa vocação, santificando a nossa vida, certamente veremos as maravilhas divinas em nosso meio.