"Cristãos na teoria nem sempre são
discípulos na prática"



terça-feira, 10 de julho de 2012

O Discipulado

Mateus 28.19 “Ide, portanto, fazei discípulos de todas as nações, batizando-os em nome do Pai, e do Filho, e do Espírito Santo”
Definindo o discipulado: A palavra discipulado provém da mesma raiz grega que traduz disciplina. Discipular alguém, portanto, inclui a idéia de corrigir. Neste caso é necessário estar revestido de autoridade tanto no campo da investidura (oficio) como da experiência (ser modelo).
1 – Natureza do Discipulado
É um mandamento do Senhor Jesus Cristo (Mt 28.19). Uma estratégia de crescimento (At 2.42-47; Gn 12.1-4 e Gl 3.14):
  • Qualitativo
  • Quantitativo
A vida é compartilhada pelo discipulado (At 8.12).
2 – O Que Significa Ser um Discípulo
No grego maqhth" - Mathētēs (um aprendiz). Aceitação de conceitos de um líder a quem somos submissos e prestamos obediência (Lc 14.25-33). Seguidores de Jesus (Novo Testamento – Mc 10.17-22 e Jo 8.12).
3 – Características do Discipulado
Submissão (posicionamento interior) e obediência (conduta) Jo 8.31 e Lc 6.46-49. Amor fraternal. O discipulado é um processo que nos ensina a viver no ambiente de família (Jo 13.34-35 e 1Pe 1.22). Frutificação. Um discípulo é alguém chamado a dar frutos (Jo 15.8, 16).
4 – Custos do Discipulado
Abrir mão de relacionamentos íntimos (Lc 14.25-26 e Gn 12.1-2). Abrir mão de nossas ambições pessoais (Lc 9.23). Abrir mão de nossas posses (Lc 14.33 e Mc 10.17-22). Renunciar tudo por amor a Jesus e ao evangelho (Mc 8.34-35). Estar disponível para Deus (Is 6.8; Ex 3.7-14 e Gn 12.1-9).
5 – Responsabilidade do Discipulado
Testemunhar acerca de Jesus Cristo (At 1.8; 1Co 9.15-20 e 1Pe 2.9). Levar outros à maturidade (Mt 28.2 e Cl 1.28-29). Confrontar honestamente com os outros as dificuldades do discipulado (Lc 14.25-33).  
6 – Como Discipular
Como pais a filhos. A autoridade para disciplinar procede da paternidade de Deus, que foi concedida a Jesus Cristo, que delegou-a a igreja (Ml 4.6; Gn 17.1-4 e Gl 4.19). Ter relacionamento intimo com Jesus Cristo (Jo 21.15-19 e 2Co 3.18). Servir de exemplo (Mc 3.13; 1Ts 2.8; 1Tm 4.12; Ef 3.17 e 1Co 11.1). Dedicação pessoal e intercessão (1Ts 2.8 e Gl 4.19). Concentrar esforços (Mt 6.33 e 2Co 4.7-12). Ser acessível e interessado, considerar a pessoa como um todo (Lc 2.52).