"Cristãos na teoria nem sempre são
discípulos na prática"



quinta-feira, 12 de março de 2015

Um apelo a renovação!

Ao meditarmos no Salmo 51, chegamos a conclusão que só poderemos fazer a obra de Deus se tivermos uma fé renovada (com estilo de vida coerente com ela).  A composição do Salmo: Davi, após ser confrontado pelo profeta Natã, por causa de seu adultério com Bate-Seba e Urias o Heteu, se vê com uma importante necessidade: “Mais do que nunca precisamos ser renovados em nossa fé.”
Consciência e confissão de pecado (Sl 51.1-9).
     “Pois eu conheço as minhas transgressões, e o meu pecado está sempre diante de mim.” (vs. 3). Davi não ficou indiferente diante de seu erro, ao contrario Davi clamou ao Senhor por:
· Compaixão divina;
· Purificação, pois o pecado deixa sequelas;
· Reconheceu seu pecado e pediu que Deus apagasse tudo; e,
· O pecado é um vírus que reproduz (rapidamente).
      Como tem sido nossa reação diante de nossas falhas e pecados?
     Por isso precisamos da renovação, pois ela traz consciência de nossa situação diante de Deus.
     Força espiritual (Sl 50.10-11)
     “Cria em mim, ó Deus, um coração puro e renova dentro de mim um espírito inabalável. Não me repulses da tua presença, nem me retires o teu Santo Espírito.” (vs. 10-11).
    Através da oração. E é exatamente este o clamor que Davi está fazendo. É o mesmo critério que Paulo nos ensina em Ef 6.10. Através de uma vida de retidão e pureza.  “Renova dentro de mim...” Através da presença constante e ativa do Espírito Santo em nós (“enchei-vos do Espírito Santo” Ef 5.18). O extraordinário através de nós será obra do Espírito Santo.
      Alegria espiritual (Sl 50.12)
    “Restitui-me a alegria da tua salvação e sustenta-me com um espírito voluntário.” (vs. 12).
     “Restitui-me...” Nós perdemos isso! Espírito voluntário é resultado de alegria. Alegria aqui é diferente de prazer. O prazer vem dos sentidos do corpo. A alegria procede de um coração transformado pelo Espírito Santo: 
      Atos 2.25-26: “Porque a respeito dele diz Davi: Diante de mim via sempre o Senhor, porque está à minha direita, para que eu não seja abalado. Por isso, se alegrou o meu coração, e a minha língua exultou; além disto, também a minha própria carne repousará em esperança.”
     Atos 2.46: “Diariamente perseveravam unânimes no templo, partiam pão de casa em casa e tomavam as suas refeições com alegria e singeleza de coração.”
     Atos 13.52: “Os discípulos, porém, transbordavam de alegria e do Espírito Santo.” à (Mesmo em meio a angustia e perseguição)
     Testemunho de fé (Sl 50.13)
    “Então, ensinarei aos transgressores os teus caminhos, e os pecadores se converterão a ti.” (vs. 13). Demonstrando assim o resultado de uma vida transformada por Cristo. Vamos falar de nossa fé, de nossas experiências. E as pessoas verão isso através de nossos atos e ações.
     Concluindo,
     Apelo à renovação:
     Atitudes:
· Consciência do pecado e confissão;
· Fortalecimento espiritual;
· Alegria da salvação;
· Testemunho
     Queremos isso? Essas são coisas simples!