"Cristãos na teoria nem sempre são
discípulos na prática"



quarta-feira, 20 de novembro de 2013

A falta de perdão nos deixa ansiosos!

A ansiedade é um pensamento errado e um sentimento errado que alimentamos a respeito de circunstancias, de pessoas e das coisas. A ansiedade é a falta de confiança na proteção e cuidado de Deus.
A FALTA DE PERDÃO QUEBRA A HARMONIA NOS RELACIONAMENTOS!
A ansiedade é o resultado de relacionamentos quebrados. Como existem pessoas carregando culpas e feridas em sua alma, se tornando prisioneiras da amargura, pois os relacionamentos estão quebrados. Por isso, a ansiedade é o resultado de olharmos para os problemas, em vez de olharmos para Deus. É quando olhamos para os perigos e situações a nossa volta e deixamos de olhar para Jesus que tudo governa, nos tornamos ansiosos.
Não podemos esquecer que este texto que Paulo trata da ansiedade (Filipenses 4), esta inserido no contexto da quebra do relacionamento de duas irmãs. Paulo falando acerca do relacionamento de Evódia e Síntique, nos ensina que o desacordo entre os irmãos, não importando a natureza da questão, quebra a comunhão e a unidade. A ansiedade causa um aperto no intimo (com um nó na garganta). A palavra ansiedade traz a ideia de estrangulamento. Ficar ansioso é como estar sufocado. Quando ficamos ansiosos perdemos o equilíbrio (Emocional, físico e espiritual). Deixa-me explicar isso, quando estamos ansiosos a nossa esperança nos puxam em uma direção, mas nossos temores nos puxam para o sentido contrario e assim, ficamos divididos: “Será que Deus está ouvindo minha oração?” E por estarmos ansiosos deixamos de acreditar no livramento do Senhor, pois acabamos naturalmente antecipando os problemas. Sofremos antecipadamente. O problema ainda não aconteceu, mas já estamos sofrendo. A ansiedade esgota as nossas forças e rouba a nossa fé. A ansiedade é a incapacidade de crer que Deus está no controle, pois ela ocupa o nosso coração e tira o nosso olhar de Jesus, para fixá-lo na grandeza de nossos problemas.
A ORAÇÃO É O REMÉDIO QUE DEUS NOS DEU PARA VENCERMOS A ANSIEDADE!
Não podemos guardar magoas, pois perdoar é liberar a ação do Espírito Santo em nossa vida, para que Deus possa curar todas as feridas emocionais que temos no coração. “Não andeis ansiosos de coisa alguma; em tudo, porém, sejam conhecidas, diante de Deus, as vossas petições, pela oração e pela súplica, com ações de graças...” (Filipenses 4.6). Pela oração, a paz de Deus ocupa o lugar que antes a ansiedade tomava conta. A oração aquieta o nosso coração e muda a nossa forma de ver as coisas ao nosso redor. Pela oração confiamos a Deus nossas aflições e angustias e Ele nos dá a paz, pois a ansiedade é um pensamento errado e um sentimento errado, por isso a paz de Deus guarda nossa mente e coração: “E a paz de Deus, que excede todo o entendimento, guardará o vosso coração e a vossa mente em Cristo Jesus.” (Filipenses 4.7). 
A PAZ DE DEUS É UMA BENÇÃO QUE RECEBEMOS DO SENHOR
Pela oração a paz de Deus ocupa o lugar que antes a ansiedade tomava conta. A oração aquieta o nosso interior e muda as circunstâncias ao nosso redor.
· A paz que recebemos é divina e não humana (vs.7). E a paz de Deus...”  É a paz de Deus e não a ausência de problemas. A verdadeira paz não é encontrada no pensamento positivo, nem na ausência de conflitos, ou em ter bons sentimentos. Ela procede do fato de sabermos que Deus está no controle de todas as coisas;
· A paz de Deus ultrapassa a compreensão humana (vs.7). “...que excede todo o entendimento...” A paz vai além de nossas compreensões.
· A paz de Deus nos preserva e nos guarda (vs.7). “...guardará o vosso coração e a vossa mente em Cristo Jesus.”  Guardar aqui traz a ideia de um soldado que constantemente está a nosso redor nos protegendo e guardando. A paz de Deus é como um exercito, que nos guarda de sentimentos e temores errados que tanto nos rodeiam. Paulo estava dizendo aos Filipenses que a paz de Deus guarda o nosso coração e nossa mente. A paz nos impedirá que a angustia, que tanto nos oprime, ocupe o nosso coração (que é o manancial da vida – Pv 4.23). Guardara também nossos pensamentos de toda vontade e sentimentos errados.
     Quando nos tornamos homens e mulheres de fé e oração, a paz de Deus nos refugia em suas fortalezas onde ninguém poderá nos arrancar. E o nome desta fortaleza é Jesus Cristo!
      Concluindo, todo pensamento errado nos leva a um comportamento errado que termina nos levando a sentimentos errados. Por isso devemos levar todo pensamento cativo à obediência de Cristo! “Portanto, meus irmãos, amados e mui saudosos, minha alegria e coroa, sim, amados, permanecei, deste modo, firmes no Senhor.”